Notícias

Aprovado projeto que declara Hospital Beneficente Monte Alverne de utilidade pública

Outras 18/06/2018
Aprovado projeto que declara Hospital Beneficente Monte Alverne de utilidade pública
Fotos: Jacson Miguel Stülp Texto: Jacson Miguel Stülp Jornalista - MTb/RS 9.692 Assessor de imprensa | Câmara de Vereadores de Santa Cruz do Sul

A Câmara de Vereadores de Santa Cruz do Sul realizou sessão ordinária nesta segunda-feira, dia 18, quando aprovou seis novas matérias. Foi aprovado o projeto de lei que declara de utilidade pública o Hospital Beneficente Monte Alverne. A iniciativa é importante para que a Casa de Saúde possa acessar a recursos. A origem do Hospital em Monte Alverne remonta ao ano de 1917, quando o médico suíço, Dr. Pedro Eggler, instalou uma clínica no local em um prédio de dois pisos com consultórios e quartos. A grande procura fez com que em 1929 fosse fundada a Sociedade Beneficente Rio Thal, que em 1957 deu origem ao Hospital Monte Alverne.

Veja o vídeo da sessão

A partir de maio de 2016 o Hospital Beneficente Monte Alverne deixou de ser visto como um hospital de pequeno porte e entrou no cenário de saúde regional como um hospital especial de referência no tratamento de ouvido, nariz e garganta para 13 municípios do Vale do Rio Pardo e uma população de cerca de 340 mil habitantes. A implantação do atendimento regionalizado em otorrinolaringologia e otoneurologia foi anunciado em março de 2016, após aprovação em reunião da Comissão Intergestores Regional (CIR).

Através do Sistema Único de Saúde (SUS) são oferecidos 45 procedimentos cirúrgicos ao mês, entre os quais estão operações para retirada de amígdalas, de adenoide, para correção de desvio de septo nasal, para redução de cornetos nasais, de sinusite, ouvidos, entre outras. Médico otorrinolaringologista, anestesista e fonoaudiólogo, além de outros especialistas, somam-se ao corpo clínico do hospital. Também são disponibilizadas cerca de 300 consultas por mês, além de exames, diagnósticos e procedimentos ambulatoriais.

Desde o final de 2015, quando Candelária teve os atendimentos na área suspensos, a população dos municípios do Vale do Rio Pardo ficou desassistida. Para preencher a lacuna, a Secretaria Municipal de Saúde solicitou a realocação do recurso regional alocado em Candelária para Santa Cruz do Sul, atendendo ao projeto apresentado pelo Hospital Monte Alverne. Em 14 de abril de 2016, a Resolução nº 151 da Comissão Intergestores Bipartite (CIB) homologou a referência, autorizando o início dos atendimentos.

Ao longo dos anos foram realizadas diversas melhorias na estrutura física do Hospital, com aquisição de gerador de energia, reforma do bloco cirúrgico, melhorias no ambulatório, na sala de procedimentos e outras adequações, desde a cozinha até os leitos. Por estar permanentemente em evolução, o Hospital Beneficente Monte Alverne oferece estruturas e serviços de referência à comunidade local e à população regional, por meio do Sistema Único de Saúde, prestando serviços de excelência na área da saúde, motivo pelo qual se apresenta o presente a declaração de utilidade pública, possibilitando que possa almejar um crescimento ainda maior.

Educação Ambiental

Também foi aprovado o projeto de lei de autoria do vereador Alex Knak (MDB) que cria o Plano Municipal de Educação Ambiental. Na justificativa, Knak desdaca que o projeto busca ser um divisor de águas, verdadeiro marco no município. “Cidades limpas, sustentáveis, são mais atraentes aos moradores e investidores. Os índices de progresso, de educação, saúde e felicidade da população têm íntima ligação com a qualidade do meio em que vivem e trabalham os munícipes”, observa.

 O vereador Francisco Carlos Smidt (PTB) teve aprovado o projeto que denomina via pública de rua Vinícius Fontoura Borges da Silva. Também foi autorizada a cedência de imóvel para o Santa Cruz Chacais, outro para a Agremiação dos Viajantes e Representantes Comerciais de Santa Cruz do Sul e outro para o Núcleo de Criadores de Cavalos Crioulos de Santa Cruz do Sul.

Entre os pedidos de informações, o vereador Francisco Carlos Smidt (PTB) requer informações referente a procedimentos cardíacos no Hospital Santa Cruz; Elstor Desbessell (PTB) busca informações sobre o envolvimento de veículo do Município em acidentes de trânsito; Mathias Bertram (PTB) requer infirmações sobre a cessão de uso de imóvel à empresa E.S.B. Elaboradora de Subprodutos de Origem Animal do Brasil Ltda.

O vereador Alex Knak (MDB) indica a pavimentação da quadra paralela à BR-471, entre a Rua Jornalista Roni Foster e a Rua Olaria. Luizinho Ruas (PTB) requer a execução da obra de novo passeio público defronte ao Centro Social Urbano, melhorias na iluminação pública da Rua Dona Leopoldina. Mathias Bertram (PTB) requer a execução da obra de pavimentação da Rua Roman Riesch e melhoria na sinalização de trânsito próximo ao Condomínio Belle Ville.

Francisco Carlos Smidt (PTB) indica o patrolamento das estradas de Cerro Alegre Baixo. Gerson Trevisan (PSDB) indica a recolocação de guard rail no cruzamento da Rua São José com a Rua Farroupilha e a colocação de malas de concreto e/ou guard rail no cruzamento da Rua São José com a Av. Gaspar Bartholomay. Licério Agnes (PP) requer a execução da obra do passeio público para pedestres na Rua Lindolfo Grawunder. Solange Finger (SD) requer melhorias na rua Victor Frederico Baumhardt e no Corredor Schuck.